Mistura de sentimentos, mistura de sensações.

24
Dez 08

Para mim é sempre bom recordar.

É importante recordar o bom e o mau... O bom devemos recordar para nos sentirmos felizes e para repetir mais tarde se for isso que desejarmos e o mau devemos de recordar para não voltarmos a repetir as experiências.

 

Já passei por momentos muito bons, com as melhores pessoas que conheço e senti-me muito feliz (estou a falar dos amigos verdadeiros!, não estou a falar dos amigos de ocasião, nem dos amigos da noite, nem dos simples conhecidos) e estou sempre disposta a recordá-los e cada vez que faço isso sinto-me bem e sorrio para tudo com a cara da típica parola.

Por outro lado já tive momentos que não quero mesmo repetir, experiências que me pareciam sorridentes mas que mais tarde se revelaram verdadeiros trastes e coisas que nunca deviam ter acontecido. Arrependo-me muito de algumas coisas. Não as voltarei a repetir, pois se as recordo com amargura e com uma espécie de raiva é sinal que não gosto do que se passou por isso nunca mais as hei-de repetir.

 

Há muitas coisas que me fazem recordar bons momentos... Músicas, pessoas, visões, déjà vu's, frases, dizeres...

 

Às vezes penso se tomo as decisões certas na minha vida... Normalmente fico na dúvida, pois nunca tive juízo e faço sempre tudo com muita descontracção e muitas vezes sem pensar nas consequências nem nos riscos. Umas vezes arrependo-me outras não, por isso vou vivendo assim arrependendo-me de alguns passos, recuando, andando em frente, ponderando pouco e agindo de cabeça quente, sim, pois é isso que me faz viver e sentir com força para enfrentar sempre os desafios com pensamento de vitória. Para mim não é exitando, não é ponderando e não agindo de forma espontânea que somos prespicázes, prespicáz é aquele que age sem pensar e acerta naquilo que faz. Não me digo puramente prespicáz, pois há coisas em que não acerto, já errei a minha vida, erros infantis (ou não) provavelmente, mas recordando-os e não os repetindo vou aprendendo.

 

Para isto é que servem as memórias.

 

publicado por Filipa Sales às 02:59
sinto-me: Espontânea
música: Morning Glory - Oasis

01
Dez 08

Há tanta coisa que se pode dizer...

Mas nem tudo se pode sentir como se sente uma loucura. Às vezes não há explicação para determinadas coisas, apenas um acto louco as pode explicar.

Já cometi loucuras, e por algumas delas arrependo-me imenso... Coisas que não devia ter feito, erros que não devia ter cometido, etapas passadas com pessoas que mais vale nem conhecer,por outro lado há loucuras com as pessoas que são mais importantes para mim, das quais não me arrependo, repetia tudo vezes e vezes sem conta.

Todas as loucuras são importantes, as que nos fazem felizes e também aquelas das quais nos arrependemos, são momentos, são experiências, e tudo fica marcado, o bom ou o mau, fica marcado, escrito.

Porem, os erros comentidos no passado devem ter servido para alguma coisa não? Pelo menos para aprendermos com eles e não os repetir. Há tantos erros por esse mundo fora que ainda podemos comenter, para quê repetir? Além disso os erros tornam-nos muito mais fortes no Futuro :D

 

 

publicado por Filipa Sales às 13:09
sinto-me: Forte
música: Simon - Gein

Dezembro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

15
16
18
19
20

22
23
25
26
27

28
29
30


posts recentes

Memórias

Loucura

subscrever feeds
arquivos
2008

mais sobre mim
pesquisar
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO